O que você sabe sobre a educação alimentar das crianças? Descubra a importância e como colocar em prática!



O âmbito familiar é muito importante para o desenvolvimento de todo e qualquer ser humano. Isso porque é a partir da convivência com essas pessoas que aprendemos sobre respeito, obediência, responsabilidades etc.

Assim, as crianças descobrem muita coisa com os familiares. Por isso, a educação começa dentro de casa. Esse aprendizado engloba, também, a questão dos hábitos alimentares. Afinal, se os pequenos não recebem bons exemplos dos adultos, dificilmente conseguirão ter uma vida saudável.

Nesse sentido, neste post apresentamos algumas informações que você precisa conhecer sobre a educação alimentar das crianças, desde o conceito e a importância, até as maneiras que ela pode ser colocada em prática. Confira!

O que é a educação alimentar?

A educação alimentar representa o aprendizado sobre aquilo que se considera saudável. Ou seja, ao contrário da famosa reeducação alimentar, neste caso o processo não é apenas de mudança de hábitos, mas de conhecimento.

Isso quer dizer que, no caso da criançada, principalmente na primeira infância, eles vão conhecer sobre os alimentos que fazem bem para a saúde e aqueles que fazem mal, além de inseri-los desde cedo na rotina alimentar.

Por quê ela é importante?

Todo mundo sabe que conseguir fazer com que os pequenos se alimentem corretamente é um verdadeiro desafio, não é mesmo? Por causa da textura, gosto ou cheiro, muitos alimentos nutritivos acabam sendo rejeitados pela criançada.

É aí que a educação alimentar das crianças entra em ação! Ela é responsável por ensinar aos pequenos, utilizando métodos criativos e divertidos, que comidas saudáveis também podem ser interessantes e saborosas.

Entretanto, você precisa entender que é uma tarefa complicada, pois demanda paciência e persistência. Mas não desista! Esse processo é imprescindível para os pequenos, porque é assim que a criança aprende a gostar desses alimentos e, como consequência, começa a desenvolver hábitos alimentares mais saudáveis.

Como os pais podem colaborar?

Uma vez que é com a família que a criança tem seus primeiros e principais aprendizados, os pais podem e devem colaborar com a educação alimentar também. Isso pode ser feito das seguintes maneiras:

  • Dando exemplo: se o pequeno não vê a família se alimentando corretamente, não vai querer fazer isso. Bons exemplos geram boas atitudes;
  • Estabelecendo horários para as refeições: é fundamental que a criançada coma bem nas três principais refeições do dia. Para isso, os pais devem transformar essas oportunidades em um momento para a família, juntando-se às crianças no horário correto e tendo as refeições todos juntos, enquanto conversam e se entretêm;
  • Fazendo pratos divertidos: aqui a ideia é usar a criatividade! Montando pratos coloridos e usando interações lúdicas, é possível fazer com que a criança goste daquele momento e refeição. Por exemplo, cada prato pode receber um nome e ter uma história. Isso vai deixar os pequenos bastante interessados;
  • Recebendo a colaboração das próprias crianças: durante a preparação do prato, você pode contar com a ajuda dos pequenos. Determine funções e mãos à obra! Deixe que as crianças participem diretamente, assim a dinâmica vai ser muito mais divertida e empolgante.

Viu como a educação alimentar das crianças é importante? E, agora que você conhece a dimensão desse processo, já pode colocar em prática! Ainda, algumas escolas apresentam projetos cujo objetivo é promover hábitos alimentares saudáveis aos pequenos.

Além disso, você pode conversar com o pediatra para a introdução de suplementos vitamínicos também. Por exemplo, o Gummmy Kids é um multivitamínico oferecido em forma de gominhas saborosas e divertidas, que fortalece a imunidade, bem como a saúde dos ossos e dá mais energia para a criançada.

Dessa maneira, a garantia de que a criança está recebendo todas as vitaminas e nutrientes necessários para o desenvolvimento é ainda maior. Por isso, é uma alternativa interessante para complementar a alimentação saudável dos pequenos.

Gostou deste post? Você já começou a educação alimentar dos seus pequenos? Deixe o seu comentário!

Deixe um Comentário

4 × dois =