Exercícios físicos: como sair do sedentarismo?



Saiba tudo o que você precisa para sair do sedentarismo

Os benefícios da atividade física para a população são atualmente comprovados, apresentando evidências associadas à melhoria de problemas cardiorrespiratórios, a formação muscular, estrutura óssea, além da saúde cardiovascular e metabólica.

Dessa forma, a luta contra o principal vilão da disposição corporal ganhou força nos últimos tempos, principalmente em meio à saúde pública ao identificar o sedentarismo como fator de risco para doenças crônico-degenerativas.

Estilos de vida fisicamente ativos são defendidos por profissionais e adeptos da rotina saudável. Não há como ignorar a relevância inerente dos exercícios para o corpo e que o sedentarismo é um mal vencido através do movimento.

Contudo deixar de ser uma pessoa sedentária ainda é um desafio. É necessário motivação, controle de metas e conhecer a saúde do próprio corpo antes de encarar as mudanças de hábitos.

Se é isso que você procura, confira as orientações que separamos abaixo para sair do sedentarismo:

Antes de tudo, faça um check-up médico

Fazer exames periódicos é importante para qualquer pessoa, sobretudo para quem deseja iniciar uma rotina de exercícios físicos. Avaliar o estado geral da sua saúde determinará os tipos de atividades que você pode realizar, atendendo as limitações dos seu corpo.

Se você sofre de alguma condição como hipertensão arterial e diabetes, por exemplo, é ainda mais necessário o check-up. Fazer atividades físicas pode ser muito benéfico para pessoas nesse quadro, mas ainda assim o suporte de profissionais da área estabelecerá a melhor diretriz com a quantidade e a duração dos exercícios sem prejudicar a sua saúde.

Mudanças de hábitos são fundamentais

Com a aplicação dos exercícios regulares, certamente novos hábitos precisam ser estabelecidos no seu dia a dia. Fazer um cronograma diário pode ajudar bastante no controle de metas e impedir que você deixe de cumprir alguma tarefa importante no dia, incluindo os treinamentos. Uma dica eficaz é realizar as atividades físicas logo pela manhã, assim você não arranjará desculpas para não as fazer durante o resto do dia.

Embora os exercícios sejam uma prioridade no combate ao sedentarismo, é importante salientar que uma alimentação balanceada, que acompanhe devidamente os desgastes de energias, não deve ser dispensada. Atente-se aos nutrientes necessários para manter o seu corpo forte e pronto para mais uma tomada de treinamentos no dia seguinte.

O melhor ritmo para quem está começando

Uma pessoa acostumada a se manter inativa não vai dar conta de exercícios muito pesados logo de cara. Respeite os limites do seu corpo e conforme ele irá se adaptando aos movimentos constantes, aos poucos conseguirá suportar níveis maiores de atividades.

Mas apesar do esforço contínuo, não se cobre tanto. Não é fácil condicionar um corpo sedentário a uma rotina de treinamentos e os efeitos sobre seu bem-estar precisam ser positivos.

Saiba a onde você quer chegar

Se jogar de cabeça sem um planejamento adequado não é muito vantajoso, especialmente para os principiantes. Estabeleça metas diárias e tente ao máximo cumpri-las, vencendo o cansaço ou a preguiça.

Quanto mais rápido você conseguir se adaptar a nova rotina, mais fácil será para enfrentar esse desafio. Onde você quer chegar? Identificar seus objetivos é um passo significativo durante esse processo de mudança, servindo como forte motivação.

Por fim, quais exercícios fazer?

O ideal é que a escolha dos exercícios tenha o suporte de um profissional de educação física, acompanhada de um nutricionista. Contudo, há alguns treinos básicos para iniciantes que podem ser feitos em casa, separando apenas 15 minutos do seu dia, alternando entre os exercícios. E uma orientação muito importante: antes de realizá-los sempre prepare o seu corpo fazendo alongamentos.

Veja alguns exercícios:

  • Agachamento: ele trabalha a região dos glúteos, define a barriga, melhora a massa muscular das coxas e fortalece as costas.
  • Flexão de braço: exercício clássico que muita gente já conhece. Trabalhado nos músculos abdominais, nas pernas, ombros, bíceps e entre outros, a flexão também ajuda a melhorar a postura.
  • Prancha: é ótima para fortalecer o abdômen e definir a barriga, além de auxiliar na resistência de outras atividades físicas.

Sair de uma vida sedentária é bem-estar e saúde tanto física quanto mental. Mesmo com os obstáculos encontrados nos novos hábitos, apegue-se à qualidade de vida que pretende alcançar.

Deixe um Comentário

onze − 9 =