Atividade física pode combater depressão: descubra como



Você já sabe que atividade física é uma necessidade como vetor de melhoria da saúde mental e física de uma pessoa. E, por seus efeitos positivos em questões emocionais, a medicina vem estudando como a atividade física pode combater depressão, por exemplo. Vamos falar um pouco sobre o tema a partir de agora.  

O que é a depressão?

A depressão ocorre devido a uma mudança nas funções do organismo, atingindo o bem-estar e a parte psíquica da pessoa que sofre com essa doença.

Esse distúrbio mental provoca uma mudança total no comportamento do ser humano, que o leva a alterar sua percepção da realidade deixando-o totalmente vulnerável a manter atitudes bastante graves quanto à realização de atividades cotidianas e ao prazer de viver, podendo levar inclusive a morte.

Dessa forma é possível afirmar que essa doença necessita de atenção quanto a um adequado acompanhamento das condições físicas e emocionais da pessoa. Exatamente por isso a atividade física pode combater depressão, ao exercer um papel de equilíbrio bastante importante quanto a esses dois aspectos, como veremos mais adiante.

Como a depressão se manifesta?

A depressão normalmente surge por fatores emocionais como a ansiedade e o estresse profundo, levando a pessoa a entender que não possui uma função importante para manter a sua vida social e emocional ativa.

Ela pode se manifestar de diversas formas, como o recolhimento muito intenso da pessoa, preferindo se manter solitária, sem querer se relacionar, extremamente desanimada, sem alegria ou interesses por assuntos cotidianos, sem energia, com  falta de apetite, com profunda desesperança contínua, irritação demasiada, problemas no sono e de falta de concentração, entre outros fatores.

Seu diagnóstico deve ser realizado por um psicólogo para acompanhamento e tratamento adequado, pois muitas vezes o que a pessoa apresenta é um quadro de ansiedade sem ter evoluído ou se caracterizar como depressão.

Atividade física pode combater depressão, de fato, por permitir que a pessoa ocupe um espaço importante em sua mente com um processo de melhoria física e mental em sua rotina, fazendo com que assuma novos desafios.

Consequências da depressão para o corpo 

A atividade física pode combater depressão, pois a pessoa com esse distúrbio tende a perder a sua vitalidade, como resultado de todos os fatores que esse estado provoca em seu comportamento, de uma forma geral.

Sentimentos perversos acabam ganhando importância maior para a pessoa que sofre desse quadro. Tudo está relacionado à tristeza, a sentimentos de culpa, falta de confiança pessoal, pessimismo e ainda por cima existe falta de forças para superar aqueles que deveriam ser sentimentos passageiros, não habituais.

Dessa maneira, a atividade física permite que a pessoa se sinta mais positiva, pois todo o organismo estará reagindo para melhorar o estado geral da pessoa.

Um problema de saúde pública mundial

A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que já em 2020 a depressão seja a doença que provoque a maior incapacidade nas pessoas em todo o planeta, gerando problemas imensos quanto a suas consequências sociais e, também, como consequência, quanto a gastos dos governos com seus tratamentos e a recuperação de seus cidadãos.

Essa doença pode atingir qualquer pessoa, independentemente de sexo ou idade, devendo ser adequadamente acompanhada e tratada.

Nesse sentindo é importante que os países entendam que programas de atividade física pode combater depressão, sendo muito mais aconselháveis que sejam adotados esses modelos de baixo custo, para auxiliar a tratar esse tipo de distúrbio, antes que se torne mais crítico.

A relação da atividade física com o equilíbrio emocional

Como vimos, a atividade física pode combater depressão por estar relacionada em obter maior bem-estar físico e emocional para quem mantém um programa de exercícios com regularidade. 

Exercícios diários permitem liberar endofirna e dopamina, e manter um elevado estado de plenitude mental e a melhoria de funcionamento do organismo, pela queima de calorias e pela redução de estresse e preocupações.

A atividade física provoca o relaxamento mental e o aumento da resistência do corpo, sendo inclusive um excelente meio de se socializar com outras pessoas e conseguir manter o interesse em participar ativamente de relacionamentos sociais importantes como apoio e superação de tristezas e angústias.

Hoje, já se tem a certeza de que a prática de atividade física pode combater depressão, pois permite que a pessoa se sinta mais equilibrada e com condições de romper com diversos padrões mentais, além de sentir a liberação de hormônios do prazer.

Os exercícios físicos permitem que a pessoa se sinta com maior autoestima e com foco em obter resultados que possam trazer melhor qualidade de vida, com uma existência mais equilibrada e combatendo o estresse e a ansiedade.

Atividade física habitual é um ótimo remédio para conseguir uma vida muito mais saudável – emocional e fisicamente. E você? Sabia que a atividade física pode combater depressão? Já experimentou usar o exercício como estratégia para melhorar seu humor? Conte para nós abaixo!

Deixe um Comentário

15 + 3 =