Amamentação: as maiores dificuldades das mães e como resolvê-las



Amamentar é uma ação especial, mas também pode ser cercada de muitos obstáculos para a mãe.

Não há como negar a importância da amamentação no desenvolvimento do bebê. Além de ser a maneira mais eficaz e natural de nutrição, também estabelece vínculo e proteção da mãe para a criança. É recomendado pela Organização Mundial da Saúde que o aleitamento materno se inicie na primeira 1h de vida e dure como forma de alimentação exclusiva do bebê até os seis meses de idade.

No entanto, essa ação naturalmente estabelecida na maternidade às vezes são carregadas de dificuldades para mãe. Veja abaixo alguns desses obstáculos na amamentação e a melhor maneira de resolvê-los:

1. Dor

Um dos desafios mais comuns das mulheres durante essa fase são as dores causadas pela amamentação. Nos primeiros dias é normal que isso aconteça, por se tratar de algo que não havia feito anteriormente. Diante do tempo levado diariamente para que o bebê seja devidamente alimentado, os mamilos podem ficar doloridos.

Aos poucos o desconforto tende a diminuir e seu corpo se adapta a essa tarefa. Contudo, é preferível que algumas medidas sejam realizadas na hora da amamentação.

Solução:

O ponto principal será a maneira que o bebê está agarrando a mama. Tente direcionar o mamilo ao céu da boca dele, para que ele tenha acesso também à aréola (região circular castanha ou rosada ao redor do mamilo). Essa é a posição mais confortável e correta, evitando ao máximo o incômodo.

Se a dor aumentar de forma intensa ou causar maior complicações, procure a ajuda de um profissional de saúde capaz de oferecer todo suporte necessário.

2. Bico invertido

Nas últimas semanas de gravidez o mamilo geralmente fica mais proeminente, mas nem sempre essa é uma solução para todas as mães, pois algumas delas ainda sofrem com problemas causados pelo bico invertido (quando estão virados para dentro), dificultando a sucção do bebê.

Solução:

Rodar o mamilo com os dedos indicador e polegar pode ajudar a ocasionar a rigidez. Se for necessário faça isso com as mãos geladas para acelerar o processo. Outra forma eficiente é fazer a retirada do leite quando as mamas estão muito cheias e, por consequência, o bico pode ficar menos saliente. Utilize alguma bomba ou faça manualmente para tirar o excesso antes de realizar a amamentação.

3. Baixa produção de leite

A produção insuficiente do leite materno é um fator de preocupação para várias mães. A verdade é que quase todas as mulheres são capazes de produzir leite o bastante para o seu bebê e até de sobra. Mas algumas delas ainda têm a sensação de possuírem pouco leite, às vezes baseado em impressões de situações comuns, como na hora em que o bebê suga o leite e sai em pouca quantidade.

Solução:

Na maioria das vezes essa problema é resolvido através do estímulo. A produção de leite é resultado da frequência em que o bebê mama, ou seja, quanto mais o bebê mamar, mais leite será gerado. A queda ocorre justamente pela falta de amamentação constante.

Também isso pode acontecer quando o bebê não está mamando adequadamente. Utilize técnicas como a citada no primeiro tópico: direcione o bico do seio para o lugar correto. Se atente à posição em que ele está sendo amamentado, tendo apoio para o seu corpo e para o bebê, tornando o momento mais confortável e adequado.

4. Críticas

Toda a mãe já deve ter ouvido várias intromissões quanto maneira certa de criar o próprio filho. É válido saber que informações apropriadas e ajuda de pessoas próximas são bem-vindas quando solicitadas. No entanto, nem sempre as opiniões vêm em forma de ajuda e as críticas se tornam constantes, desanimando a mãe que já está em um período sensível.

Solução:

Não tenha medo de ser sincera e refrear pessoas inconvenientes. Faça com que todos ao redor saibam a importância do seu momento sozinho e tranquilo com o bebê, sem a presença de tumultos. Também saiba filtrar comentários construtivos e aqueles que não devem ser absorvidos, em favor da saúde do seu bebê e da sua própria.

Ser mãe não é fácil. São muitas dificuldades, noites em claro e desafios diários que precisam ser enfrentados. Mas todo esforço é recompensado pelo prazer de gerar e cuidar de uma vida.

Deixe um Comentário

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support