7 sinais da falta de ômega 3 no organismo



Os ácidos graxos são responsáveis por colaborar com o bom funcionamento do organismo, em especial das células, além da composição das gorduras. Estas, se classificam, basicamente, em boas e ruins.

Dentre as gorduras boas para o corpo, está o ômega 3. Ela recebe essa classificação positiva, por apresentar inúmeros benefícios ao organismo, como a diminuição de inflamações, desenvolvimento da capacidade cerebral e proteção contra doenças cardiovasculares, por exemplo.

Nesse sentido, a falta de ômega 3 pode causar sérios problemas de saúde. Por isso, é fundamental saber reconhecer os sinais dessa deficiência, para conseguir repor o nutriente o mais rápido possível.

Dessa maneira, neste post apresentamos 7 sinais que o seu corpo pode estar emitindo para mostrar que está com carência de ômega 3. Confira quais são!

1. Dores nas articulações

Inúmeros fatores podem provocar as dores nas articulações, contudo, a falta de ômega 3 também pode ser uma razão para esse problema. Isso porque a gordura ajuda a combater essas inflamações.

Não é à toa que a ingestão de peixes e nozes é recomendada para quem sofre de artrite. Eles são alimentos ricos em ômega 3 e colaboram para diminuir esses inchaços e dores causadas pelas inflamações que resultam na artrite.

2. Problemas de memória

Se o ômega 3 é responsável por melhorar o funcionamento do cérebro, a carência dele no organismo reflete na capacidade de memorização. Afinal, ele é uma das gorduras mais importantes para a formação do cérebro.

Então, a ingestão de alimentos ricos em ômega 3 vai ajudar na prevenção do Alzheimer, por exemplo, uma vez que essa gordura protege as células e melhora a atividade dos neurônios. Portanto, se você sentir que a sua memória não vai bem, invista no consumo desse nutriente.

3. Resfriados constantes

Um dos benefícios do ômega 3 é a contribuição para o bom funcionamento do sistema imunológico. Logo, quando você está com carência dessa gordura boa, fica mais propenso a adquirir problemas de saúde, como resfriados e gripes, de uma maneira frequente.

Afinal, a sua imunidade fica bastante prejudicada. Por isso, quando perceber que os resfriados estão ocorrendo constantemente, avalie sua alimentação para saber se a ingestão de ômega 3 está adequada.

4. Cabelos opacos

Outro sinal da deficiência de ômega 3 no organismo é a falta de brilho dos cabelos. Eles ficam opacos e sem vida, porque essa gordura boa também é responsável por nutrir os fios, desde a raiz até as pontas.

Ou seja, de nada adianta usar um milhão de produtos nos cabelos, se você não consumir os alimentos necessários para mantê-los, de fato, saudáveis. Os cuidados precisam começar de dentro para fora.

5. Pele ressecada

Bem como a ação de nutrir os cabelos, o ômega 3 também faz parte da hidratação da pele. E não é só isso: além de manter a cútis hidratada, ele ainda colabora para que ela fique mais firme, evitando as linhas de expressão.

Aliás, alimentos ricos nessa gordura boa são antioxidantes. Isto quer dizer que eles previnem o envelhecimento precoce, principalmente, quando motivados pela exposição ao sol.

6. Alterações de humor

Se essa gordura ajuda no desenvolvimento da capacidade cerebral, é fato que a sua deficiência vai prejudicar esse trabalho. Por isso, um dos sinais da carência de ômega 3 no organismo são as alterações de humor.

Isso porque o nutriente aumenta a produção dos hormônios que melhoram a sensação de bem-estar e felicidade. Dessa maneira, outro indício da falta de ômega 3 é o diagnóstico de depressão e ansiedade. Então, para combater esses problemas, a dica é consumir alimentos ricos nessa gordura.

7. Problemas cardíacos

Uma vez que o ômega 3 protege contra doenças cardiovasculares, a falta dele reflete diretamente na saúde do coração. Afinal, ele reduz triglicerídeos e o LDL (colesterol ruim), que podem causar infarto, por exemplo.

Enfim, apesar de conhecer os sinais da falta de ômega 3, o ideal é que você realize exames regularmente. Desse jeito, eles vão apontar quais as carências do seu organismo para que o médico oriente você da melhor maneira, podendo, até mesmo, indicar alguma suplementação em cápsulas.

E você? Já teve deficiência de ômega 3? O que fez para reverter a situação? Deixe o seu comentário!

Deixe um Comentário

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support