5 fatos sobre a barba que talvez você desconheça



Melhorando a autoestima dos homens, a barba possui algumas curiosidades interessantes

Não há como negar os efeitos positivos que a barba é capaz de aderir no rosto de muito homens. Elas estão cada vez alta, escolhidas para moldar as feições, adorná-las ou simplesmente escondê-las.

De qualquer forma, ao longo da história diversas culturas atribuíram significados diferentes para o uso da barba, seja venerando ou repelindo. Mas hoje ela recebe uma relevância maior quando se trata de estética, criando cortes e formas variadas, atentando-se também aos cuidados de higiene.

Conhecer um pouco mais sobre esses pelos do rosto pode tornar os cuidados com eles ainda melhores. Confira abaixo alguns fatos sobre a barba que nem todos conhecem:

  • Raspar barba não a faz crescer mais rápido

Essa é um dos maiores mitos relacionados ao corpo masculino. Não há comprovações científicas de que raspando a barba com frequência ela cresça com mais rapidez e espessura. O que acontece é simplesmente o ciclo natural do crescimento, ou seja, os pelos já iriam aparecer de qualquer forma.

O desenvolvimento dos fios é influenciado pela idade e pela genética. É natural que por volta dos 20 anos, por exemplo, a barba contenha algumas falhas ou demorem a crescer. O fator genético possui igualmente um peso muito forte, pois a densidade dos pelos é geneticamente estabelecida. Um homem que tem uma barba mais rala por questões hereditárias vai precisar lutar um pouquinho mais para finalmente tê-la mais cheia.

  • Qual é a função da barba?

A testosterona é o principal hormônio masculino e é ele quem atribui características específicas aos homens, como as cordas vocais mais graves, a musculatura e também o crescimento de pelos, incluindo na mandíbula.

Biologicamente, a barba serve para proteger o rosto e aquecê-lo. Ela possui muitos benefícios para a saúde, podendo reduzir problemas como alergias e até serve como um protetor solar, protegendo também a região facial não apenas do sol, mas de outras causas externas capazes de agredir a pele.

  • Ela reduz as chances de asma

A barba farta tem o poder de filtrar o ar da respiração, usando justamente o fator de proteção citado acima. Respirar um ar mais limpo reduz os sintomas de asma. Além disso, as bactérias trazidas pelas poeiras são barradas pelos fios, principalmente no bigode.

É exatamente por isso que a higiene da barba deve ser redobrada. Deixá-la sempre limpa e bem cuidada é uma questão também de saúde.

  • Os pelos crescem mais no verão

Parece mito, mas é verdade. Isso acontece não apenas na barba, mas nos pelos do corpo todo, incluindo os cabelos. Os raios solares incitam o crescimento dos pelos sob influência dos hormônios, como prolactina e a melatonina, que são estimulados pelo aumento da luminosidade natural.

Além disso, no calor o metabolismo do corpo acelera para mantê-lo funcionando nas temperaturas altas, o que pode deixar os pelos também mais saudáveis.

  • Espessuras diferentes, cuidados diferentes

Assim como os cabelos, a barba também possui espessuras diferentes umas das outras – apesar de ser naturalmente mais grossa que os fios da cabeça. Por isso, os cuidados e produtos utilizados na região devem ser sempre de acordo com cada particularidade.

As barbas finas e ralas tendem a ser mais sensíveis, dessa forma é importante garantir o seu fortalecimento e um crescimento saudável. Os pelos grossos, no entanto, são mais rebeldes e por isso requer frequentemente uma nutrição profunda, deixando-os alinhados e hidratados.

Os tipos de barba são inúmeros, mas todos elas carregam uma grande importância na autoestima dos homens, valorizando a aparência e a deixando mais saudável. Por isso não esqueça: cuide bem da sua barba.

Deixe um Comentário

20 − dezessete =