O que são prebióticos: qual a sua importância?



Você sabe o que são prebióticos? Já ouviu falar sobre eles alguma vez? Conhece quais são as suas funções e os benefícios deles para a saúde? Se não, aqui você vai encontrar todas as respostas sobre o assunto.

Neste post, você vai entender o que são prebióticos, qual a importância deles para o equilíbrio e bom funcionamento do intestino e o motivo de algumas bactérias serem benéficas ao nosso corpo, servindo até mesmo para a prevenção contra algumas doenças. Além disso, preparamos uma lista de alimentos onde você pode encontrar prebióticos e incrementá-los na sua dieta.

O que são prebióticos: qual a sua importância?

Entendendo o que são prebióticos

Primeiramente vamos explicar de forma simples o que são prebióticos e entender como eles agem no nosso corpo. Prebióticos são fibras não digeríveis, mas que fermentam em nosso organismo e estimulam o crescimento de microorganismos que já existem normalmente no intestino, que agem como uma proteção contra bactérias que podem nos fazer mal. Essas “bactérias boas” se proliferam e tomam parte de toda a parede intestinal, deixando-o mais ácido e impedindo que outras bactérias que causam doença nos infectem.

Desta forma, os prebióticos ajudam a melhorar o funcionamento do intestino, diminui os riscos de infecções, ajudam a diminuir a absorção de gorduras pelo intestino, aumenta a absorção de minerais e faz um controle dos níveis de colesterol.

O que são prebióticos: qual a sua importância?

Qual a importância dos prebióticos para a saúde?

Os prebióticos estão associados a diversos benefícios à nossa saúde, entre eles estão:

  • O estímulo da proliferação de microorganismos benéficos para a flora intestinal, que ajudam no funcionamento do intestino e protege contra infecções;
  • Faz um controle dos níveis de colesterol no sangue, pois diminui a absorção de gordura pelo intestino;
  • Ajudam a prevenir a diabetes e doenças cardiovasculares, pois melhora o metabolismo de açúcares e gorduras;
  • Melhora o trânsito intestinal e combate a prisão de ventre;
  • Estimula a síntese e a absorção de minerais e nutrientes essenciais para a saúde, como ferro, zinco, cálcio, magnésio, entre outros;
  • Reduz os riscos de câncer de cólon;
  • Melhora a digestão de lactose e reduz casos de alergias a leite.

O que são prebióticos: conheça os tipos mais comuns de prebióticos

As fibras prebióticas mais comuns são a inulina, a pectina e os frutooligossacarídeos (FOS).

Inulina

O que são prebióticos: qual a sua importância?

Um carboidrato natural das plantas, que produzem e utilizam em forma de suplemento.  Alguns dos alimentos que possuem naturalmente a inulina são o alho, a cebola, a banana e o aspargo.

Pectina

É uma fibra natural encontrada normalmente em frutas e verduras, que é altamente solúvel e que ajuda a melhorar a flora intestinal. Alguns alimentos que possuem naturalmente são as maçãs, cenoura, soja, farelo de aveia, lentilha, ervilha e frutas cítricas.

Frutooligossacarídeos (FOS)

São carboidratos compostos por poucas cadeias moleculares de frutose. Eles têm um sabor sutilmente doce e de baixo valor calórico. Além de estimularem o crescimento de bactérias benéficas no intestino, os FOS aumentam a ingestão de fibras alimentares e a combater problemas como a irritação e constipação intestinal. Eles são encontrados em alimentos como agave azul, alho, batata yacon, alho-poró cebola, raiz de chicória, alcachofras de Jerusalém, espargos, tomates e bananas.

Onde podemos encontrar prebióticos?

Agora que você já sabe o que são prebióticos e quais os benefícios deles para a saúde, só falta mesmo saber em quais alimentos você pode encontrá-los. O melhor de tudo é que são alimentos fáceis de encontrar e que são muito variados.

  • Cebola
  • Alho
  • Chicória
  • Aveia
  • Banana
  • Espargos
  • Tomate
  • Pão
  • Lacticínios
  • Mel
  • Maçã
  • Centeio
  • Trigo
  • Soja
  • Frutas cítricas
  • Lentilhas
  • Ervilhas
  • Cevada

O que você achou sobre conhecer sobre essas fibras insolúveis e que são fundamentais não só para o bom funcionamento do intestino, mas também para a prevenção de doenças? Deixe seu comentário abaixo.

Deixe um Comentário