Os prós e contras do Xilitol



Você sabe o que é xilitol? Quais são os benefícios do xilitol e quais são os seus malefícios? Nesse artigo iremos falar tudo sobre xilitol, os benefícios do xilitol e quais são os seus problemas.

2 benefícios do Xilitol (e 1 problema)

 

O que é Xilitol?

O Xilitol é uma substancia que é classificada como álcool de açúcar, um poliól. Os alcoóis de açúcar são como um híbrido entre uma molécula de açúcar e de álcool. Por conta da sua estrutura, eles possuem a capacidade de promover os receptores do sabor doce na língua. O xilitol está presente em pequenas quantidades em vegetais e frutas, e logo, pode ser considerado natural.

Até mesmo nós podemos produzir pequenas quantidades por meio do metabolismo normal. O Xilitol é comum na composição de gomas de mascar sem açúcar, balas, doces, alimentos para diabéticos e produtos para a higiene bucal. O xilitol possui uma doçura similar ao açúcar regular, porém o xilitol possui 40% menos calorias. O xilitol é semelhante ao açúcar por ser um pó cristalino e branco.

Claramente, o xilitol é um adoçante refinado, ou seja, ele não possui quaisquer proteínas, vitaminas e minerais, a sua composição possui calorias “vazias”. O xilitol pode ser retirado de árvores como a bétula, porém, pode ser produzido por um processo industrial que transforma uma fibra vegetal conhecida como xilana em xilitol.

Apesar de alcoóis de açúcar serem praticamente carboidratos, a maioria deles não aumentam os níveis de açúcar no sangue e, por isso, não contam como “consumo líquido” de carboidratos, transformando os adoçantes populares em produtos desenvolvidos para uma dieta low-carb. Lembrando que o álcool de açúcar não é a mesma coisa que o álcool que as pessoas consomem e o consumo do álcool de açúcar é indicado principalmente para quem quer evitar o consumo do álcool.

Os benefícios do Xilitol

2 benefícios do Xilitol (e 1 problema)

Abaixo listamos os benefícios do xilitol. Confira:

1.      Saúde dentária e xilitol

Diversos dentistas costumam recomendar aos seus pacientes gomas de mascar adoçadas com xilitol por um bom motivo: um dos benefícios do xilitol é que ele ajuda a prevenir a cárie dentária causada pela bactéria oral chamada Streptococcus mutans, responsável pela placa bacteriana.

Por mais que tenhamos um pouco de placa nos dentes -e isso é normal-, quando a situação sai do controle, o nosso sistema imunológico ataca as bactérias que causam essa placa, logo, essa situação se reverte a outras doenças inflamatórias assim como a gengivite. Como esse tipo de bactéria se alimenta da glicose da comida, a substituição por xilitol reduz o alimento disponível a essas bactérias nocivas, ou seja, o metabolismo do açúcar das bactérias fica bloqueado e elas acabam morrendo, literalmente, de fome. Além disso, outros benefícios do xilitol para a saúde dentária são: aumento da absorção de cálcio protegendo contra a osteoporose, reduz a acidez da saliva e aumenta a sua produção.

2.      Índice glicêmico baixo e não causa picos de açúcar no sangue ou insulina

O açúcar causa picos nos níveis de glicemia no sangue e também nos níveis de insulina. Por conta da alta quantidade de frutose, também pode levar a resistência a insulina e a vários tipos de problemas metabólicos. O xilitol possui zero frutose e possui efeitos insignificantes na insulina e na glicose sanguínea.

O índice glicêmico do xilitol é entre 5 a 12 em comparação ao açúcar normal, que possui índice de 60 a 70. Além disso, um dos benefícios do xilitol é que é indicado para quem deseja perder peso, possui diabetes, obesidade, pré-diabetes ou outros problemas metabólicos.

Os malefícios do Xilitol

O xilitol é normalmente bem tolerado, mas além dos benefícios do xilitol, ele pode ter efeitos colaterais quando se consome em excesso. Um desses problemas é:

1.      Aumenta a quantidade de água no intestino

Os alcoóis de açúcar podem elevar a quantidade de água no intestino ou ser fermentados pelas bactérias do mesmo. Ou seja, pode causar distensão abdominal, gases e diarréia. O nosso corpo precisa se adaptar ao xilitol, ou seja, quando começar a consumir e não ter a certeza de que você tolera os alcoóis do açúcar, comece a ingerir em uma quantidade significativa.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

 

Deixe um Comentário